A causa mais comum dos aneurismas e doenças arteriais é a aterosclerose, que é o depósito de gordura, colesterol e outras substâncias nas paredes das artérias. Esse acúmulo faz as vias ficarem obstruídas e impede o fluxo sanguíneo de seguir corretamente, deixando as veias deformadas e dilatadas pelo excesso de sangue empoçado.

Imagem Tratamentos endovasculares

Para tratar aneurismas e doenças arteriais, o médico pode optar pelo uso do tratamento endovascular, que visa desobstruir a veia e evitar que ela tenha o fluxo sanguíneo interrompido novamente.

 

Indicação

Como é um procedimento menos invasivo, o tratamento endovascular é mais indicado para situações em que o paciente tem medo de uma cirurgia mais invasiva, como é o caso da cirurgia aberta.

 

Procedimento

Durante o tratamento endovascular, o médico introduz um cateter na artéria contendo um balão inflável e uma estrutura cilíndrica metálica chamada “stent”. Quando o cateter chega na área obstruída, o balão é inflado, para liberar o fluxo sanguíneo, e o stent é colocado para evitar que o local fique obstruído novamente.

Esse procedimento pode ser utilizado para desobstruir algumas das principais artérias do corpo humano, como as carótidas, viscerais, renais e dos membros inferiores.

Dra. Tassiane Horvatich

Dra. Tassiane Horvatich

Médica pela Universidade de Ribeirão Preto, com residência em Cirurgia Geral e Cirurgia Vascular pelo Hospital Beneficência de Ribeirão Preto.

Veja o currículo completo da Dra.